O ensino de Ciências Humanas e Sociais com adolescentes privados de liberdade

Uma experiência sobre o “Mês” da Consciência Negra

Autores

DOI:

https://doi.org/10.58980/eiaerh.v9i00.430

Palavras-chave:

Ensino de Ciências Humanas e Sociais, Socioeducação, Adolescentes Privados de Liberdade

Resumo

Este artigo apresenta uma experiência vivida no âmbito da pandemia causada pela COVID-19, com adolescentes privados de liberdade, no contexto escolar socioeducativo privativo de liberdade, o Centro de Atendimento Socioeducativo (CASE), Mossoró – RN. A experiência situa-se no ensino de Ciências Humanas e Sociais, com enfoque de uma vivência no mês da consciência negra, no ano de 2020. Além disso, enfatiza a compreensão da importância da área no âmbito educacional, científico e social, por meio do relato exposto, ancorado em autores que dialogam acerca do tema central em debate, a saber: Julião (2020), Chizzotti (2016a), Lucindo e Gonzaga (2016), Gomide (2013), Paiva (2009), Assmann (1998), Freire (1970), entre outros. Como conclusão, aludimos que, entre outros aspectos, a área tornou-se indispensável na construção do conhecimento e na ressocialização dos socioeducandos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Areillen Ronney Rocha Reges, Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Ensino (POSENSINO).

Emerson Augusto de Medeiros, Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Professor Adjunto. Docente Permanente do Programa de Pós-Graduação em Ensino (POSENSINO/UFERSA). Doutor em Educação (UECE).

Jean Mac Cole Tavares Santos, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

Professor Adjunto. Docente Permanente do Programa de Pós-Graduação em Ensino (POSENSINO/UFERSA). Doutor em Educação (UFPB).

Referências

ANUÁRIO BRASILEIRO DE SEGURANÇA PÚBLICA 2022. 9. ed. Brasília, DF: Fórum brasileiro de segurança pública. 2022. 14 p. Disponível em: https://forumseguranca.org.br/wp-content/uploads/2022/06/anuario-2022.pdf?v=5. Acesso em: 10 fev. 2023.

ASSMANN, H. Reencantar a educação: rumo à sociedade aprendente. Petrópolis, RJ: Vozes, 1998.

BONDÍA, J. L. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. Revista Brasileira de Educação, Campinas, SP, v. 19, p. 21-22, jan./abr. 2002. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/Ycc5QDzZKcYVspCNspZVDxC/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 15 abr. 2023. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-24782002000100003

BRASIL. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Atlas da violência 2020. Brasília, DF: IPEA, 2020. 96 p. Ebook. Disponível em: https://www.ipea.gov.br/atlasviolencia/download/24/atlas-da-violencia2020. Acesso em: 26 mai. 2023.

BRASIL. Lei n. 12.594, de 18 de janeiro de 2012. Institui o sistema nacional de atendimento socioeducativo (SINASE), regulamenta a execução das medidas socioeducativas destinadas a adolescente que pratique ato infracional. Brasília, DF: AGU, MJ, SMPE, MF, MCIDADES, MDIC, MP, MC, SDH, 2012.

CHIZZOTTI, A. As Ciências Humanas e as Ciências da Educação. Revista e-Curriculum, São Paulo, v.14, n.04, p. 1556-1575 out./dez. 2016a. e-ISSN: 1809-3876. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/curriculum/article/view/30436. Acesso em: 18 out. 2022.

CHIZZOTTI, A. História e atualidade das Ciências Humanas e Sociais. Cadernos de História da Educação, [S. l.], v. 15, n. 2, p. 599-613, 2016b. ISSN: 1982-7806. Disponível em: https://seer.ufu.br/index.php/che/article/view/35546. Acesso em: 27 set. 2022. DOI: https://doi.org/10.14393/che-v15n2-2016-8

COGGIOLA, O. Ciências Humanas: o que são, para que servem. Intelligere, n. 9, p. 14-38, 2020. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revistaintelligere/article/view/173539. Acesso em: 20 nov. 2022. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2447-9020.intelligere.2020.173539

FORTUNATO, I. Gênero e educação escolar: manutenção ou ruptura no mundo binário? Revista Hipótese, Bauru, SP, v. 8, n. 00. Disponível em: https://revistahipotese.editoraiberoamericana.com/revista/article/view/407. Acesso em: 18 jun. 2023. DOI: https://doi.org/10.47519/eiaerh.v8.2022.ID407

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1970.

GOMIDE, C. H. Fundamentos e metodologia de Ciências Humanas e o tempo histórico como uma das categorias fundamentais na experiência docente. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA. 27., 2013, Natal. Anais [...]. Natal: [s. n.], 2013. Disponível em: www.snh2013.anpuh.org/resources/anais/27/1364560902_ARQUIVO_textocompletoanpuh2 013.pdf. Acesso em: 18 jul. 2022.

JULIÃO, E. F. Cartografia das experiências de políticas de educação para jovens e adultos nas prisões da América do Sul. Niterói, RJ: EDUFF/FAPERJ, 2020.

LEVANTAMENTO ANUAL SINASE 2017. Brasília, DF: Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, 2019. Disponível em: https://www.gov.br/mdh/pt-br/navegue-por-temas/crianca-e-adolescente/LevantamentoAnualdoSINASE2017.pdf. Acesso em 26 maio 2023.

LUCINDO, N. I.; GONZAGA M. Trajetórias escolares narradas por cinco alunos da

educação de jovens e adultos concluintes do ensino médio. Revista EJA em Debate, 2016. Disponível em: https://periodicos.ifsc.edu.br/index.php/EJA/article/view/2116. Acesso em: 20 nov. 2022.

NASCIMENTO, A. O genocídio do negro brasileiro: processo de um racismo mascarado. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978.

ORDINE, N. A utilidade do inútil: um manifesto. Tradução de Luiz Carlos Bombassaro. Rio de Janeiro: Zahar, 2016.

PAIVA, J. Estudantes internos penitenciários: travessias de vida, escola, histórias. In: AGUIAR, M. A. S. et al. (org.). Educação de jovens e adultos o que dizem as pesquisas. Recife: Gráfica J. Luiz Vasconcelos, 2009. Disponível em:

https://docplayer.com.br/3038178-Estudantes-internos-penitenciarios-travessias-de-vida-escola-historias.html. Acesso em: 14 abr. 2022.

RODRIGO, L. M. A questão da cientificidade das ciências humanas. Pro-Posições, Campinas, SP, v. 18, n. 1, p. 71-77, 2016. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8643574. Acesso em: 19 dez. 2022.

SANTOS, B. S. Um discurso sobre as ciências. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

Publicado

2023-09-21

Como Citar

REGES, A. R. R.; MEDEIROS, E. A. de; SANTOS, J. M. C. T. O ensino de Ciências Humanas e Sociais com adolescentes privados de liberdade: Uma experiência sobre o “Mês” da Consciência Negra. Revista Hipótese, Bauru, v. 9, n. 00, p. e023007, 2023. DOI: 10.58980/eiaerh.v9i00.430. Disponível em: https://revistahipotese.editoraiberoamericana.com/revista/article/view/430. Acesso em: 15 jul. 2024.

Edição

Seção

Relato de Experiência

Métricas